Browsing Tag

crencas

Ter ou não ter: eis a questão!

Muito se diz que todo mundo tem seu preço e que ser corrupto faz parte de nossa natureza. Outros, como o filósofo que cito abaixo, no entanto, discordariam desse ponto de vista.

“O homem nasce bom e a sociedade o corrompe”
(Jean-Jacques Rousseau)

Há quem defenda que o homem nasça neutro, mas para esse texto e efeitos práticos, isso não importa muito. O meu objetivo aqui é mostrar como algumas crenças nos definem catastroficamente e algumas delas estão arraigadas em tradições tão antigas, que nem sabemos de onde vem.

A principal crença que quero discutir é como a incompatibilidade entre riqueza e felicidade pode ser uma delas e muitas vezes nem nos damos conta que temos esse conflito interno.

Suas crenças te definem

Diversas crenças que te movimentam inconscientemente pela vida

Durante muito tempo você recebeu um bombardeio de crenças que te ajudaram e te atrapalharam sem que você soubesse disso. Você foi formado em um ambiente com uma cultura tal, teve pessoas com diversas crenças diferentes compartilhando seus pensamentos, conquistas e derrotas. Dividiu tarefas, regras e inevitavelmente escutou algumas recomendações. Por exemplo, alguns exemplos de quem te criou:

– Cuidado com a friagem, não vá tomar vento nas costas!
– Não tome banho depois de comer senão terá uma indigestão.
– Pra que você está comendo tanto abacaxi? Vai ficar cheio de afta!

Sem contar com a recomendação campeã nas casas brasileiras:
– Pare de andar descalço, senão você vai gripar!

Fabrique seu próprio estimulante!

Você acredita que é possível criar um estimulante sem uso de substâncias externas?

Você está a mil naquele projeto. As coisas vão bem e tudo está fluindo. As conversas com as pessoas certas te motivam de uma maneira espetacular. Talvez seja um esporte, um trabalho no escritório, não importa! Foi um projeto seu que você queria que desse certo mais do que ninguém. Porém, por alguma razão inexplicável o tempo foi passando, passando e nada dos resultados…

Ahhhh que m%#[email protected]! Por que tinha que ser assim?!

Você desabafa pra si, mas continua! Tem muito tempo pela frente. Calma! Você continua com muita energia, coisa que você tem de sobra. Aquele motivo é seu! Nada pode te tirar. Semanas vão se passando e ainda nada. E mais nada… meses… E aí vai murchando… Murchando…