Você tem softwares em sua mente e não sabia!

Para além do universo da informática, programas existem também em nosso cérebro

Você que leu o post anterior pôde perceber uma das maneiras que os programas, que falaremos a seguir, inciam sua rotina em nossa mente. Gatilhos mentais que chamamos de âncoras. Mesmo assim, talvez você não tenha parado para prestar atenção em todos os mecanismos automáticos que temos em funcionamento na nossa mente. Com certeza são muitos, alguns bem básicos e outros mais estruturados e complexos.

O mais engraçado é que se você é daqueles que se acham imunes a esses mecanismos, pois sempre pensa em tudo que vai fazer, tem controle das situações e essas coisas “não te pegam”, saiba que esse pensamento é uma espécie de vírus que você tem na cachola e que te prejudica muitas vezes sem você nem perceber.

Então o que são esses programas? Como eles são instalados em nossa mente?

mente matrix

Hardware e Software

Na Programação Neurolinguística (PNL), podemos fazer um paralelo interessante entre os computadores e nós mesmos. Se compararmos os dois, temos o seguinte:

  • O hardware é a toda a parte física da máquina, portanto é o gabinete, a placa-mãe, memórias, discos rígidos, placas de vídeo, áudio, além de outros diversos drivers e circuitos. Em nós, portanto, seria nosso corpo físico, esqueleto, órgãos, sistemas nervoso, digestivo, respiratório, etc.
  • O software é uma rotina ou conjunto de instruções que controlam o funcionamento de um computador. No nosso corpo são todos os pensamentos de nossa mente, e assim como acontece no computador, há instruções que estão em primeiro plano e há instruções que estão sendo executadas sem que nos demos conta, não menos importantes para o funcionamento do hardware.

Se você ainda não pegou o espírito da coisa, o pessoal do suporte de TI tem uma maneira muito engraçada de explicar isso. Fica assim: hardware é o que a gente chuta e software é o que a gente xinga! Ficou claro agora? 😆

A linguagem das máquinas

O que muita gente não sabe é que essas rotinas utilizam várias linguagens, que podem ser classificadas em vários tipos. De forma semelhante acontece conosco. Alguns exemplos de linguagens como JavaScript, C++, Visual Basic ou PHP, controlam muita coisa nos bastidores computacionais. Quem aqui se lembra do MS-DOS? Se você não estiver familiarizado e quiser ter uma leve noção, você pode clicar agora com o botão direito do mouse e pedir para exibir o código-fonte dessa página. Os códigos absurdos que você verá é a linguagem utilizada pelo computador, que ao ser interpretada pelo navegador, mostra essa página bonita a sua frente. O navegador, por sua vez, utiliza outro tipo de linguagem para rodar no seu sistema operacional. E por aí vai!

A boa notícia é que você não precisa entender toda essa linguagem para ter um blog, mas garanto que quem possui maior domínio sobre as linguagens consegue entregar um produto melhor. Isso em qualquer área da vida. Atente!

Nosso cérebro também precisa de instruções e não é diferente nesse aspecto, porém é bem mais complexo que um computador atual! Mesmo computadores quânticos ainda não são capazes de acompanhar a quantidade de cálculos por segundo que fazemos em uma simples atividade como o ato de caminhar. Uma linguagem não verbal é utilizada para dar os comandos desse tipo de atividade.

Utilizamos também as línguas faladas e escritas, como o português, inglês, mandarim ou mesmo a matemática para nos nortear no mundo abstrato. É de se observar que assim como os computadores, algumas linguagens se mostram com certas incompatibilidades entre si. Mas o céu é o limite!

Ninguém domina todas as linguagens do mundo. Você pode dar asas a imaginação nesse momento, que também é uma forma de linguagem. Sonhos, pensamentos auditivos, cinestésicos. Pare um momento para refletir sobre o tamanho da complexidade da linguagem que usamos com nós mesmos!

A linguagem corporal também se faz presente e diz muito mais que a linguagem verbal que desenvolvemos – ou dá pra acreditar em uma pessoa visivelmente aos prantos de tristeza dizendo que está super hiper mega blaster feliz? Definitivamente não dá!

Computador e mente podem travar!

A PNL estuda esses programas que nos levam a movimentar, sonhar, desistir, buscar, enfim todos os chamados metaprogramas que nos controlam. São filtros de realidade que podem nos transformar em vitoriosos ou não. Desde que nascemos somos bombardeados com esses filtros e infelizmente alguns desses filtros podem ser devastadores. Quer um exemplo? Qual você acha que será o futuro de uma criança que cresce ouvindo o pai por repetidas vezes dizer que ela não irá ser nada da vida?

Várias frases podem ecoar no consciente e inconsciente: “Eu não consigo…” / “isso não é pra mim…” / “esse relacionamento não vai dar certo…”

Assim como um vírus que compromete o funcionamento do computador, alguns metaprogramas nos deixam lentos, com a memória limitada e com a capacidade de processamento abaixo de níveis exigidos para chegar onde se deseja. Uma mente pode travar e não saber o porquê. Olha a tela azul que comentei no post sobre o Eneagrama de novo!

telazul

Me responda com toda sinceridade que você poderia ter com quem você mais gosta:

– Se hoje você tivesse a oportunidade de formatar seu hardware, fazendo backup de todos os momentos bons que passou, reinstalando um novo sistema operacional e aqueles programas que você tem e que são excelentes, largando aqueles programas que não o ajudam, você o faria?

Hoje você tem a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre a Programação Neurolinguística, uma ferramenta de manutenção de nossa mente. Assim como um computador que vai para a manutenção e volta turbinado, a PNL não apenas faz isso por você, como te ensina a dar sua própria manutenção. Você pode clicar aqui agora e deixar seu e-mail que entrarei em contato para conversarmos mais a respeito dessa ferramenta maravilhosa! E se você é de Belo Horizonte, participe dos eventos na cidade!

Se você teve alguma experiência com a PNL, deixe nos comentários e ajude a espalhar!

Aproveite as oportunidades da vida!

Um grande abraço!

Assinatura Mente